Várias listas são criadas para enaltecer o trabalho de diferentes líderes dos mais variados ramos do mercado. Como os melhores CEO’S, os maiores Diretores de Marketing, os maiores salários, entre outras categorias.

Mas e quem tá por trás de tudo isso? Está recebendo o devido reconhecimento e visibilidade?

Pensando nisso, o coletivo Papel & Caneta, rupo sem fins lucrativos, formado por líderes e jovens de agências criativas do mundo todo, publicou uma lista com nomes dos 25 jovens que mais influenciaram a publicidade no ano de 2018.

A lista é composta por 12 homens e 13 mulheres e foi produzida por meio de critérios baseados nos valores essenciais que representam a publicação. Entre os nomes estão jovens que se dedicaram aos mais variados temas dentro da comunicação.  Como a redatora Jéssica Gomes, escolhida para representar o Brasil no evento “See it Be It” em Cannes no último ano. Ela e mais 2 amigas idealizaram o projeto Navaranda, onde o tema principal são as questões de gênero. O projeto já reuniu mais de 500 mulheres produzindo eventos e conteúdos para mulheres.  

Nomes como Ananda Pires, assistente de arte e Lidiane Angelo, assistente de planejamento também entraram na lista. As duas participam do comitê de diversidade de uma agência que cuida de campanhas voltadas à negritude. E um de seus projetos foi a participação de criação do álbum Bluesman do artista Bacu Exu do Blues, um de seus clipes foi bastante reconhecido tanto no Brasil como fora.

Abaixo você pode conferir os outros 23 nomes, que segundo a lista do coletivo, influenciaram diretamente dentro e fora da publicidade.

– Mike Mendes e Rafael Moura, criadores do Cultura Jovem de Perifa;

– Gabriela Guerra e Leandro Bordoni, criadores do Fair Lions;

– Jef Martins, criador do Enegrecendo a Propaganda e outros eventos de ocupação do meio por mulheres, LGBTQ+ e negros;

– Lara Thomazini, responsável pelo estudo “Hostilidade, Silêncio e Omissão”;

– Spartakus Santiago, criador do vídeo “A Família Negra do Boticário”;

– Nathalia Andrijic e Felipe Gavronski, criadores do projeto SelfStrategy;

– Brendo Garcia e Adriano Gonfiantini, diretores do filme-manifesto “Meu Melhor Defeito”;

– Karoline Maia, Carol Rocha e Camila Izidio, responsáveis pela curadoria do Instagram do “Meu Melhor Defeito”;

– Guter Sá, criador do Instagram “Oxente Your Agency”;

– Aquiles Filho, idealizador do grupo Publicitários Negros;

– Maria Paula Picin, criadora do jogo “Women Search Game”;

– Dennis Silveira, Ana Beatriz Simões e Alexandre Diniz, idealizadores do projeto Mostra a Pasta;

– Maria Guimarães, responsável pela segunda edição do Mulheres In(visíveis);

– Gabriela Rodrigues, criadora do Guia de Linguagem Não Sexista;